Fridaycast 172 – O tema principal começa aos (2:47)

Bancada: Anderson Rocha, Carlos Anibale, Cris Bertold, Michel Gomes e Renato Crozatti


Links Fridaycast:

Instagram: instagram.com/fridaycast

Twitter: twitter.com/fridaycastbr

Facebook: facebook.com/fridaycast


Participe do “Eu Tava Ali” e mande sua mensagem para o e-mail fridaycast@fridaycast.com.br ou por nossas redes sociais!


Apoio:

Shogun Livrariashogunlivraria.com.br

Edição: AudioTune – audiotune.com.br

Arte de capa: Carlos Anibale – behance.net/anibalecarlos


Quem nasceu de 1990 pra baixo, lembra como era ir em uma locadora com a família e amigos para locar filmes. Até o começo dos anos 2000, era comum ouvir a famosa frase “já rebobinou a fita pra entregar pra locadora?”. Depois, surgiram os DVD’s e Blu-ray discs, com suas qualidades cada vez melhores de áudio e vídeo.

Além disso, a única opção para assistir séries e filmes sem sair de casa era por meio da TV aberta ou a cabo, com sua programação já pré-estabelecida pelas empresas. 

Ou seja, nada de assistir Star Wars ou O Senhor dos Anéis na hora que bem entender. 

Com o advento da internet, a situação mudou. Afinal, eram poucos os usuários que não baixavam filmes e séries por serviços de compartilhamento, como Torrent e MIRc, entre outros. 

Mas a situação mudou drasticamente para os brasileiros com a chegada da Netflix por aqui em 2011. Afinal, com uma única assinatura era possível assistir a várias séries e filmes a qualquer momento do dia. 

Com o decorrer dos anos, a popularização desses serviços mudou completamente a forma de consumir conteúdos em vídeo. 

Hoje, são dezenas de serviços de streaming que lutam pela atenção e pela carteira dos usuários. A quantidade de opções é tamanha que, nos últimos seis anos, os serviços de TV por assinatura viram uma queda de 27% no número de assinantes, caindo de 19,7 milhões em 2014 para 14,9 milhões em 2020. 

Hoje, esqueça por um momento as guerras comerciais travadas por Estados Unidos e China, ou mesmo os conflitos históricos. Vamos falar sobre algo bem relevante para os fãs de cultura pop: a guerra dos Streamings. 

Categorizados em: